Miguel Campos em entrevista no final do Rally de Lisboa 2022 (Foto: Felisberto Nóbrega)

“este é um rali bom, os troços são espetaculares, nada maus para o Porsche, foi pena no primeiro dia termos que levantar o pé devido à falta de pneus no mercado, começámos o rali com pneus usados e no troço grande derretemos os pneus , ficaram mesmo no ‘taco’ e na segunda passagem tivemos que vir a gerir, para tentar ter pneus para o 2º dia. Na super especial, demos um toque, danificamos o radiador. De resto o rali foi excecional, muito público na estrada, e o Porsche portou-se muito bem, dedico a posição a Paulcar, que cedeu um carro que esteve na melhor forma”, disse.

Fique com a entrevista de Miguel Campos ao AutoSport.pt: